Neurociência e a relação com a Neuroaprendizagem
  • Neurociência e a relação com a Neuroaprendizagem  -  O que fazer fazer para que os estudantes aprendam, construam  conhecimentos, numa lógica que leve à reflexão e à produção do conhecimento.
 
  • 1. Ativar a função cerebral é fundamental para uma aprendizagem significativa. E, um  ensino bem sucedido será capaz de proporcionar novas  conexões sinápticas.  Observar o currículo, o preparo do professor, o método de ensino, o contexto da sala de aula... buscando redimensionamento de ações, será de grande valia para que haja produção de conhecimento.
  • 2. Propor  atividades de leitura, palavras cruzadas, jogos, quebra de rotinas,... são importantes para desenvolvimento de  novas sinapses, fortalecendo a concentração, o raciocínio, a memória e a liberar a criatividade.
  • 3. A partir de determinados estímulos, mudanças na organização e na localização dos processos de informação podem ocorrer, de maneira que quanto maior a quantidade de estímulos, melhor será o nível de funcionamento.
  • 4. Promover conexões sinápticas através de estratégias adequadas proporcionará um ensino dinâmico e eficaz, buscando qualidade cerebral continuamente.
  • 5. Buscar as estratégias adequadas para que o processo ensino aprendizagem ocorra será de fundamental importância para um ensino eficaz.
Redes Sociais:
Visitantes: 121

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *