Consciência Fonológica no TEA
  • Se existe um exercício que deve ser praticado por toda criança, podemos dizer que é aquele voltado para a alfabetização. Para um pequeno que seja autista, então, esse estímulo só tende a contribuir de forma muito positiva em seu desenvolvimento. A consciência fonológica prova isso muito bem quando utiliza práticas que induzem e ensinam a pessoa na fase infantil. No entanto, é preciso pontuar algumas questões que têm influência direta e indireta na educação da criança com espectro autista. Para começar, é importante salientar que cada aluno em questão necessita de uma metodologia que o acompanhe e o auxilie. Sendo assim, nunca podemos utilizar uma didática geral para crianças autistas. Outra dica para o desenvolvimento no TEA é o uso de exercícios que despertem atenção nas crianças. De nada adianta promover o processo de alfabetização com atividades que afastem os pequenos do interesse que eles devem ter.
 
  • Você já ouviu falar em consciência fonológica? Se a resposta for sim, o que você sabe sobre ela? Bom, estas perguntas são importantes para quem deseja conhecer mais sobre esse importante passo na alfabetização da criança. A consciência fonológica é quando há o conhecimento, por parte do aluno, dos sons pertencentes à língua. Vale salientar que durante a alfabetização, o aprendizado dos sons conta muito para a absorção do conteúdo pelo aluno. Outro fator que auxilia de forma muito proveitosa o autista infantil é o aspecto interdisciplinar que a consciência fonológica estabelece. Isso ocorre também ligado a outras habilidades, o que só ajuda a criança no desenvolvimento pedagógico.
 
  • Importante saber
  • O processo de alfabetização é um dos mais importantes da vida dos pequenos, de forma geral, e no caso do autista é preciso exercícios que o estimulem de maneira tão atrativa quanto aqueles utilizados com as crianças regulares.

 
  • Dicas de Exercícios
  • Há muitos exercícios que podem ser usados para o desenvolvimento da criança autista, mas sempre lembrando que a didática voltada para um aluno nem sempre pode ser a mais indicada para outro. Cada criança é única.
  • – Uso das sílabas: estimule a criança a repetir a palavra estudada falando sílaba a sílaba. Repita junto com ela batendo palmas leves ou então os pés. Falar uma frase utilizando o recurso das palmas para as sílabas.
  • – Memorização: durante as aulas, a criança vai ganhando a sua confiança; com isso, você pode desempenhar uma atividade muito proveitosa com ela perguntando sobre algum objeto que tenha em sua casa e que seja iniciado com uma determinada letra. Por exemplo: C (cadeira ou cama), F (fogão), P (porta), etc.
  • – Uso de fonemas: mostre ao aluno o som que é produzido pelas palavras. Além disso, induzir a criança na descoberta dos sons que cada vocábulo apresenta.
  • – Uso de frase em que as palavras começam com o mesmo som: “o rato roeu a roupa do rei de Roma”, entre outras.
 
  • Enfim, há vários exercícios que visam ao aprendizado das crianças com autismo. Todas elas têm o espaço garantido na educação e você pode ser o grande incentivador disso, desempenhando atividades que as estimulem sempre.
Redes Sociais:
Visitantes: 167

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *