Autismo – Disciplina e Rotina

  • Há muitas visões diferentes sobre como disciplinar uma criança. Pode ser difícil para os pais determinarem a melhor forma de lidar com o comportamento indesejado do seu filho. Isso pode ser ainda mais difícil quando a criança tem transtorno do espectro autista. É importante que, sendo o pai de uma criança com autismo, você reconheça que a disciplina é mais do que punir uma criança pelo seu comportamento “inadequado”. Disciplina, de fato, é quando os pais tentam implementar estratégias para modificar o comportamento indesejado da criança. Leia abaixo o Passo 1 para aprender mais sobre como você pode disciplinar uma criança com autismo. É importante garantir que os passos seguintes sejam mantidos regularmente, porque é difícil implementar uma estratégia para disciplinas uma criança autista se houver inconsistências na disciplina ou supervisão inadequada da criança.Criando uma Rotina Para Reduzir a Necessidade de Disciplina
 
  • 1 Tenha uma rotina e uma estrutura estabelecida. Estabeleça os lugares onde as atividades devem ocorrer. Uma rotina geral na vida de uma criança é essencial para que eles tenham o senso de como é o mundo, o que pode ser confuso para alguém que tem autismo. Quando você criar uma rotina, você também poderá estreitar os motivos pelo qual seu filho pode estar se comportando mal.
 
  • 2 Use horários com figuras para criar ordem. Isso ajuda a explicar qual atividade a criança fará em seguida. Esses horários com figuras são ótimos instrumentos que os pais podem usar para orientar algumas crianças com autismo pelas diferentes atividades que acontecerão durante o dia. Também ajuda a melhorar a estrutura na vida da criança, particularmente quando uma criança com autismo tem dificuldades de manter uma visão geral de suas atividades diárias. Algumas ideias de uso dos horários com figuras incluem:
 
    • Você e seu filho podem monitorar as atividades marcando as atividades completas.
    • Você e o seu filho podem deixar um relógio perto das atividades para determinar o tempo para cada atividade.
    • Ajude o seu filho a desenhar essas figuras para que ele sinta uma conexão com as imagens.
    • Mantenha as imagens em um livro ou em um quadro ou parede para que o seu filho possa tê-las como referência quando quiser.
 
  • 3 Seja consistente com os horários. Lembre-se de que enquanto você precisa ser firme e consistente, você precisa também ser flexível quando for preciso. Ser inflexível pode reforçar um comportamento indesejado no seu filho. Todos os envolvidos no cuidado da criança precisam ser consistentes em relação aos horários das atividades do dia, assim como em relação ao regime de disciplina da criança.
 
  • 4 Adapte seus horários de formas pequenas quando seu filho crescer. Enquanto os horários devem permanecer relativamente consistentes, isso não significa que não há espaço para o desenvolvimento das atividades e da disciplina quando o seu filho tiver uma progressão natural no desenvolvimento e crescimento como um indivíduo.
 
    • Por exemplo, você pode ter marcado exercício depois do almoço. No entanto, se o seu filho ficar com dor de barriga toda vez, eles podem começar a agir mal antes de cada sessão de exercício. Isso não significa que você prosseguir com a atividade agendada com medo de que isso vai ‘confundir’ seu filho se a agenda for alterada. Em vez disso, as coisas podem ser alteradas para melhor atender as necessidades do seu filho. Assim, a agenda pode ser alterada de forma que o exercício venha antes do almoço. A troca dessa atividade deve ser comunicada a todos os cuidadores para garantir a consistência da sua realização por todos.
 
  • 5 Garanta que há supervisão suficiente para o seu filho. Isso inclui reconhecer quando e onde seu filho precisa de um descanso (por exemplo, depois da escola). O descanso é particularmente relevante quando seu filho sente que há muitas coisas para fazer e seus sentidos ficam sobrecarregados. Quando o seu filho ficar estressado ou chateado devido a essa sobrecarga, isso é um indicativo de que há uma necessidade para o descanso. Para administrar isso, simplesmente leve o seu filho para um lugar conhecido e calmo e deixe-o relaxar em um ambiente simples debaixo de sua supervisão.
  • 6 Seja paciente. Às vezes, você pode ficar frustrado quando tenta entender o comportamento do seu filho, mas é importante se lembrar de que a paciência é a chave. Seu filho autista levará algum tempo para aprender que esses comportamentos indesejados precisam parar.
 
    • Lembre-se de que algumas crianças autistas mostram problemas auditivos, problemas sensoriais visuais ou problemas sensoriais táteis. Então quando eles não estão prestando atenção a você ou parecem não estar ouvindo e fazendo o que você diz, não chegue imediatamente à conclusão de que eles estão fazendo isso para lhe irritar deliberadamente.
 
  • 7 Não grite com seu filho. Gritar com seu filho, tentando ser autoritário, pode deixá-lo ansioso e confuso, e ele pode expressar seu desconforto com comportamentos inadequados. Quando uma criança com autista está ansiosa, ela mostra através do comportamento. Ela se torna inquieta e agitada. Ela começa a mostrar birra no temperamento gritando. Portanto, é importante que você mantenha a voz baixa, mesmo se você estiver frustrado.
  • Eles também podem mostrar comportamentos de auto lesão, como bater a cabeça contra algo.
 
  • 8 Resolva qualquer problema médico ou de sono. Se o seu filho não estiver dormindo o suficiente ou estiver sofrendo de dores ou doenças, é natural que eles expressem seu desconforto, o que pode ser mal interpretado como um “comportamento problemático”.

Redes Sociais:
Visitantes: 107

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *