Desenvolvimento Cognitivo
 
  • por Júlia Eugênia Gonçalves Psicopedagoga com formação em mestrado pela UFF./RJ
  • A qualidade do raciocínio, ou seja, se a criança se encontra no período operatório ou  pré- operatório segundo a teoria proposta por Piaget. Isso pode ser inferido pelas explicações que dá para seus atos,  resoluções, perdas, etc. por meio da  linguagem ou por estratégias de resolução de situações  problemas.
 
  • As crianças que se situam no período pré-operatório possuem as seguintes características:
  • Não conseguem lidar com duas fontes de informação ao mesmo tempo;
  • Não possuem reversibilidade mental;
  • Ainda estão muito presas ao seu próprio ponto de vista;
  • Têm uma causalidade egocêntrica.
 
  • Aquelas que  se encontram no período operatório, possuem as seguintes características:
  • São capazes de lidar com  duas ou mais fontes de informação ao mesmo tempo;
  • Possuem pontos de vista diversificados, sendo capazes de se colocar no lugar do outro;
  • Maior flexibilidade mental;
  • Causalidade reversível.
 
  • O período pré-operatório é sub dividido em  duas etapas, quais sejam o sub -período simbólico, que dura até cerca de 4, 5 anos de idade e o sub-período intuitivo, que dura até 6,7 anos de idade. Este último, por sua vez, é sub-dividido em dois estágios: intuitivo global e intuitivo articulado.
  • A criança que se encontra no período pré-operatório, sub-período intuitivo articulado, pode ser alfabetizada porque já é capaz de estabelecer  correspondências unívocas e bi-unívocas, fundamentais para que as relações letra- som se estabeleçam. Antes desta fase é precoce seu ingresso nas classes de alfabetização.
  • Como a idade cronológica não é a única condição para que a alfabetização tenha início, conhecer a teoria piagetiana é fundamental para o docente ou especialista que pretende atuar diretamente com alfabetizandos
Redes Sociais:
Visitantes: 177

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *