Carly, uma voz para o Autismo

Carly, uma voz para o Autismo

Olá colegas, Todas as vezes que assisto, vejo e leio o depoimento de Carly, meus olhos ficam marejados. Me inspira, me motiva, me instiga a estudar, pesquisar me aprofundar no tema Transtorno do Espectro do Autismo. Abraços Inclusivos! prof. Diane Marli

A Voz de Carly

Por: Mariel Ramos

“Meu nome é Carly Fleischmann e desde que me lembro fui diagnosticada com autismo. Não consigo falar pela minha boca, mas encontrei uma outra maneira de me comunicar digitando em meu computador (e sim, sou eu digitando no computador).”

É assim que a jovem canadense se apresenta no site Carly’s Voice. Mas nem sempre foi assim.

Aos dois anos seus pais perceberam que Carly tinha um desenvolvimento mais lento que de sua irmã gêmea. Especialistas diagnosticaram autismo severo e até os 10 anos ela viveu sem conseguir se comunicar com o mundo exterior.

Um dia ela ela surpreendeu sua família: foi até um computador e digitou lentamente “HURT HELP” (dor, ajuda). Supostamente, ela não havia aprendido a escrever, e esse esforço revelou que por trás de uma jovem aparentemente distante havia uma pessoa que queria – e podia – se expressar.

A partir daí ela foi incentivada – em um processo longo – a se comunicar usando o computador. Junto de seu pai, ela escreveu  o livro “Carly’s Voice – Breaking Through Autism” (ainda sem tradução para o português) que conta o outro lado do autismo. Ela revela como se sente e porque tem alguns comportamentos como gritar ou bater a cabeça na cabeça. “Eu sei o que é certo e errado, mas é como se eu lutasse com o meu cérebro o tempo todo”.

Carly abriu contas no Facebook e Twitter, além de um blog,  em que compartilha suas experiências e permite que outros conheçam mais sobre a vida de uma pessoa autista. O vídeo abaixo mostra uma ida a um café sob o ponto de vista dela:

Legal, não é?  Saber que as tecnologias podem ser usadas para melhorar a vida das pessoas nos inspira cada vez mais!
Redes Sociais:
Visitantes: 210

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *