Deficiência Intelectual
  • Estima que 87% das crianças brasileiras com algum tipo de deficiência intelectual têm mais dificuldades na aprendizagem escolar e na aquisição de novas competências, se comparadas a crianças sem deficiência. (Instituto Inclusão Brasil).  Mesmo assim, é possível que a grande maioria alcance certa independência ao longo do seu desenvolvimento. Apenas os 13% restantes, com comprometimentos mais severos, vão depender de atendimento especial.
  • Estudantes com deficiência intelectual geralmente apresentarão  mais dificuldades para interpretação de  conteúdos abstratos. Assim, o professor assume o papel importante de buscar  estratégias diferenciadas  nas exposição nas aulas.
  • Pede-se que o professor amplie seu olhar, para além das dificuldades apresentadas pelo educando,  buscando as  competências e habilidades. A Inclusão não se limita a  atividades paralelas com conteúdos mais simples ou diferentes, é necessário buscar novas  formas de exposição, flexibilizar o tempo e quantidade, o  uso de  estratégias diversificadas e é claro, a organização da rotina é fundamental.
  • Em sala, também é importante a mediação do adulto no que diz respeito à organização da rotina. Falar para o aluno com deficiência intelectual, previamente, o que será necessário para realizar determinada tarefa e quais etapas devem ser seguidas é fundamental.
  • por Diane Marli

Redes Sociais:
Visitantes: 380

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *