TEA e Terapias “sem evidência científica”
  • Olá colegas,
  • Especialistas, Neurologistas  e Neuropediatras  da Sociedade Brasileira de Neurologia Infantil - SBNI, que atuam com crianças com Transtorno do Espectro do Autismo (TEA),  protocolaram  um documento referente a procedimentos para diagnóstico de autismo, como também a tratamentos para TEA. Neste registro também apontaram algumas práticas também chamada de “medicina alternativa”, as quais foram consideradas como práticas sem evidência.
  • Segue abaixo o documento,  e a relação de  tratamentos e terapias sem evidência científica que constam no registro.
  • Terapias "sem evidência" científica para o autismo
 
  1. Ômega 3
  2. Vitaminas: piridoxina, B12, vitamina D
  3. Dieta sem glúten
  4. Dieta sem caseína
  5. Equoterapia
  6. Estimulação neurossensorial
  7. Ozonoterapia
  8. Oxitocina
  9. Quelantes de metais pesados
  10. Corticoesteróides
  11. Imunoglobulina
  12. Células-tronco
  13. Óleos essenciais
  14. Son-rise
  15. Padovan
  16. Psicanálise
  17. Floortime, ou DIR-Floortime.
 
  • Vale lembrar, que práticas baseadas em evidências balizam um composto de metodologias para os quais cientistas e pesquisadores comprovam através de mostra científica, metanálise (abordagem estatística que combina resultados de estudos relevantes para responder uma questão) ou seja, está cientificamente comprovado.
  • Abraços Inclusivos,
  • Diane Marli
Redes Sociais:
Visitantes: 285

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *